Será que podemos ter cores nos quartos?

As pessoas comentam: ah!  cores nos quartos tem que ser relaxante!

E qual é o conceito de relaxante? O quarto teria a função apenas de dormir?

Bem, concordo em parte, um quarto precisa ser relaxante.

O fato é que muitos quartos têm funções além de só dormir. E nesse momento muitos quartos tiveram que ser adaptas para serem também escritórios atendendo o home office necessário por causa da pandemia.

Existe o outro fator, elemento, e no meu ponto de vista é o mais importante. O homem (não me refiro masculino ou feminino), o usuário.

E cada um vai ter suas necessidades especificas, cada um tem um estilo de vida e um jeito de viver. Gostos diferentes.

Então vejamos a seguir alguns critérios que considero importantes para a escolha das cores nos quartos:

Um dos critérios que gosto de considerar é a faixa etária.

Uma mãe esperando um bebê contrata uma arquiteta para fazer o quarto do bebê. Aí ela fala quero tudo clarinho, suave….

Bem nesse caso o quarto vai ser para a mãe, sendo mais específico. Para um bebê essas cores vão “servir” apenas para os primeiros meses de vida. Um bebê não tem essa percepção das cores. Todo o sistema nervoso ainda está em formação. E ao contrário do que muita gente pensa a partir de seis meses a criança precisa das cores puras. Amarelo, azul, verde, vermelho, laranja. Isso vai ajudar ao desenvolvimento da percepção da criança. Portanto um quarto na primeira infância deve ser colorido.

Ainda na infância, entre 5 e 9 anos aproximado, a criança ainda vai ter necessidade das cores. E como já estão mais grandinhas, elas também já têm suas preferências. E na maioria dos casos as cores vão estar relacionadas aos super heróis e princesas. Todos personagens têm cores.

Já na adolescência é um momento de transformação. Um momento confuso para o adolescente que começa a querer ser e se sentir importante. Tem opiniões, tem carências afetivas muitas vezes. Tem dúvidas de suas mudanças físicas, hormonais e comportamentais. Muitos deles começam a usar o preto, vira a tribo. É preciso ficar atento.

É a fase mais desafiadora. As cores vão ser alinhadas com comportamentos e necessidades

A partir daí as cores vão ser relacionadas com a função do quarto e a personalidade do usuário.

Todas cores são possíveis nos quartos desde que estejam alinhados com os usuários.

Um quarto de casal, por exemplo, um casal saudável, uma dupla comprometida um com o outro, é importante ter alguma dose mesmo pontual de vermelho.

Uma pessoa que tem insônia, talvez o verde ou azul seja mais adequado, se a causa for o cansaço físico ou mental.

Sempre tem que se analisar o contexto.

Um quarto que é escritório e dormitório, ou quarto de estudo e dormitório, tem que haver um equilíbrio das cores e também iluminação.

Um quarto de idosos ou mesmo para quem tem pré-disposição para depressão, o ideal seria o quarto rosa.

Em muitos casos poucas dosagens de cores já serão suficientes.

E o preto? Pode pintar o quarto de preto? O preto é ausência de luz, e se for somente um dormitório e a pessoa aprecia o preto ok. Porque para um sono profundo o preto também é ideal.

Portanto é possível usar diversas cores nos quartos tudo vai depender da idade e função do espaço.

Aproveite e faça o teste de estilo. É gratuito.

https://refresher.com.br/323/teste-estilo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s