Nós arquitetos, engenheiros e afins, sabemos a importância do projeto e mais ainda a importância de ter projetos no canteiro de obra.

O projeto, o desenho em si, é nosso meio de comunicação. Nossa linguagem. É como as letras de um livro.

Precisam ser legíveis. Um livro só tem a função de ser um livro se for legível. Quem escreve deve saber “escrever”, como quem usa o livro saber “ler”.

O que venho percebendo  é que a atenção do projeto tem ficado um pouco para escanteio, isso considerando quando se tem projeto.

Na verdade obras de pequeno e médio porte nem projeto mais tem; o arquiteto tem perdido espaço para o empreiteiro que se considera um arquiteto pela experiência de anos construindo sempre a mesma coisa. Enfim isso é assunto para um outro post.

E ainda talvez pelo fato do pessoal de obra, da execução que não sabem ler os desenhos. E nesse caso, para quê ter desenhos, não é mesmo?

Considerando quando se tem projetos, nem sempre são feitos como deveriam ser.

Quem faz os desenhos, na maioria dos casos são pessoas mais jovens, recém formados, estagiários,  que  conseguem muito bem o domínio das ferramentas digitais, porém falta a base da representação do desenho, os pesos das linhas, a profundidades dos planos, as representações gráficas  algumas vezes falhas e carentes de informação para a perfeita legibilidade. É claro não dá para generalizar, tem jovens fazendo desenhos com muita qualidade.

Porém os que não estão tão afinados assim e não conseguem fazer um desenho com qualidade, torna o desenho de certa forma, em alguns aspectos, pobre e pouco legível.

Vejo a necessidade de se conscientizar a todos, quem faz, quem executa e quem contrata. Primeiro pela importância de se ter projeto até mesmo em pequenas reformas e depois pela legibilidade do mesmo em todas as esferas.

Essa questão precisa ser melhorada para otimização da execução, para um resultado com qualidade e economia.

Muitos  pensam que economizam em não ter projeto, porém na ponta do lápis gastam mais como a execução que precisa ser feita e refeita as vezes mais de uma vez..

Trabalhei na área de projeto naval na década de 80, não existia os recursos da informática. Fazíamos tudo a mão, com os respectivos instrumentos de desenho.

Os projetos só iam para execução depois de totalmente revistos e compatibilizados. Quando tinha alguma coisa para arrumar, muitas vezes tínhamos que fazer outro. E muitas vezes outro inteiro.
Quem é da época sabe disso. Muitas vezes tentávamos corrigir apagando com uma gilete, mas as vezes rasgava e não tinha jeito, tínhamos que refazer tudo novamente. As vezes aconteciam alguns desses acidentes com o desenho. Tínhamos que refazer inteirinho. Será que dá para imaginar?

Hoje com a tecnologia a favor, tudo fica muito mais fácil. A tecnologia é apenas uma ferramenta de desenho como era antes, as réguas, compassos, canetas à nankin, normógrafos, etc.

O desenho já não é mais tão ensinado como no meu tempo e entendo perfeitamente já que temos muitos recursos tecnológicas que nos favorece. Imagina na época ter que traçar algumas curvas em diversos raios, calcular centro do raio, fazer concordâncias das linhas. Com a informática, os recursos digitais, faz-se poucos comandos e está pronto qualquer curva de qualquer raio e concordâncias perfeitas.

E o que falta então? Hoje é tudo muito mais simples e ainda bem, mas a meu ver estamos engatinhando em alguns aspectos. Falta um pouco mais de conscientização por todos, para  todos os envolvidos na execução do projeto e do outro lado o treinamento para quem executa saber ler os projetos.

Afinal o projeto, o desenho,  é nosso meio de comunicação!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s