Ei, você ai do outro lado que me acompanha, e está querendo construir e não sabe direito como proceder. veja aqui algumas dicas.

Isso é uma dúvida bem comum para quem deseja ter sua casa própria do seu jeito.

Tudo tem vantagens e desvantagens, é preciso sempre avaliar caso a caso.

Primeiro passo é decidir onde você pretende construir. Se nos grandes centros, próximo ou mais afastado.

Em relação a isso, também pode ser favorável ou não. Depende sempre de muitos fatores. Do seu estilo de vida, suas necessidades, sempre deve -se pensar sobre o seu modo de viver e se a nova casa vai se ajustar a ele. As vezes morar distante pode ter algumas vantagens, mas as vezes é preciso abrir mão de algumas coisas.

Sempre tem que se ponderar sobre muitos fatores.

Se você ainda vai adquirir um terreno ou uma casa já construída para reformar ou mesmo demolir e fazer uma nova, uma das primeiras coisas é ver a documentação se está ok para não ter problemas futuros.

Quando você vai construir ou reformar com demolição para nova construção, é preciso ficar atento às legislações que podem variar conforme a região e o município. Se é em condomínio fechado deve atender também às restrições do condomínio. Se por exemplo o recuo permitido por uma legislação é de 1,5m e o do condomínio é de 2m sempre o que for mais restritivo é o que vale. No caso tem que atender o de 2m.

Quando se faz uma demolição para construir tudo novo, muitas vezes não vai mais poder ocupar a mesma área que era da casa antiga que estava construída, isso porque a legislação talvez não permita mais a mesma taxa de ocupação (é uma porcentagem em relação ao lote que é permitido para construir conforme o zoneamento do plano diretor)

Uma questão a se observar é o tipo de solo. Dependendo do solo, do tipo de construção, as fundações e estruturas podem ter variações grandes e comprometer o orçamento.

As legislações devem estar cientes antes de se começar.

Escolhido o local, verificado documentação, feito uma analise se vai fazer financiamento ou ter que fazer um aporte de algum investimento é hora de partir para o projeto.

O projeto precisa de um tempo para ser desenvolvido. Não tenha pressa. Se programe para poder ter esse tempo de desenvolvimento do projeto.

Para o desenvolvimento do projeto o profissional deve conhecer sua vida, seu modo de viver, suas ansiedades, seus desejos, gostos para que a casa seja a sua casa, do seu jeito e atenda às suas necessidades. Você tem que ter a sensação de pertencimento. Quando a casa estiver pronta, você tem que ter a sensação e poder dizer “essa é a minha casa. A casa que vai fazer eu viver e ser feliz exercendo as coisas do dia a dia do meu jeito”.

Nas etapas de projetos, existem várias etapas dos projetos complementares e as devidas compatibilizações, mas para isso o projeto primeiro deve ser resolvido. Os layouts devem já estar resolvidos. Uma alteração no projeto quando está na fazer de desenvolvimento dos complementares, pode atrapalhar todo o processo e gerar mais custo, já que tem que ser refeito.

Por isso antes de se começar deve-se fazer uma lista de tudo que se deseja na nova casa. Tudo mesmo. Que aparência deve ter a casa?  Com muitos telhados, com telhados escondido, com laje sem telhado. Grandes janelas, pé direito mais alto, jardim, piscina, horta, cantinho para um churrasco, um forno de pizza. Todos desejos, como um canto para uma costura, para uma yoga, para o que quer que seja, além do comum da casa como dormitórios. Obviamente, nem tudo pode ser possível. As vezes o lote é muito pequeno e não vai caber mesmo um campo de futebol. Priorize  os desejos, mas mesmo assim liste todos eles.

Por ser uma construção nova alguns itens devem ser pensados, como reuso de agua, se não tem rede de esgoto, como pode ser feito ou minimizado o impacto do esgoto; se é possível gerar energia; etc. Esses itens devem ser pensados no projeto.

Em algumas reformas, muitos itens são possíveis de ser implementados.

Só depois do projeto ser resolvido deve-se dar entrada na Prefeitura para aprovação e alvará de construção. O projeto de prefeitura não é um projeto construtivo. O projeto legal (de prefeitura) só tem informações que mostra que está cumprindo a legislação. Para a construção de fato é preciso desenvolver os projetos executivos.

Os projetos executivos são todos os complementares que vão embasar a construção.

Nessa fase antes mesmo de se dar entrada na Prefeitura é possível fazer um estudo de viabilidade financeira e saber quanto se vai gastar.

Nessa fase permite que se faça ajustes, como substituição de alguns materiais que no montante podem fazer diferença no orçamento. E mais uma vez eu digo não tenha pressa. Tenha certeza que você vai poder chegar até o final da sua obra e não vai faltar dinheiro para terminar. Se nesse momento você percebe que precisa rever o projeto e ter que simplificar, faça. É melhor investir no projeto e ter certeza que conseguirá terminar sua casa do que ter que começar esse investimento e não poder terminar. Afinal, construir uma casa é um grande investimento. E talvez você tenha que se privado de muitas coisas por longos anos para conseguir esse montante e poder construir a casa de seu sonho.

Não tem mágica. Planejamento é a palavra.

A casa deve ser pensada até o final. Em cada detalhe que vai compor cada cantinho, cada ambiente.

Nas etapas de obras o planejamento é muito importante. O que vem primeiro. O que vem em seguida. Que serviços depende de outro. E assim por diante.

A casa não se começa pelo telhado.

Se você só vai reformar, não vai demolir, ou vai demolir uma parte, quase todas as etapas vão ser necessárias. Inclusive, pode haver necessidade de um reforço estrutural para atender ao novo layout. Quando a reforma é só interna muitas vezes não é necessário aprovação na prefeitura, mas é necessário um profissional responsável pela obra de reforma, pode ser um arquiteto ou engenheiro capacitado e tem que ser registrados nos órgãos competentes.

Sempre será necessários responsáveis técnicos.

Para aprovação o responsável técnico deve ser inscrito no município de onde será a construção.

Um fase de projeto pode variar um custo de 8 a 15% em média, dependendo do tipo da obra, um sistema estrutural em torno de 20%, revestimento e acabamento pode variar entre 25 a 40%, e assim por diante. O Custo de projeto é um dos menores em todo o processo. E com toda certeza fará muita diferença para evitar prejuízos desnecessários, como acontecem normalmente com aqueles que pensam que estão economizando em não contratar os serviços de projeto. E fazem e refazem gastando inclusive cerca de 30% a mais do que realmente seria necessário.

Bem, independente se você vai construir ou reformar, ambos podem ser vantajosos, vai depender do seu momento. Tenha sempre um profissional.

Faça planejamentos. Se organize. Avalie de fato o que pode ser melhor para a sua situação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s