Como sempre venho falando, nas postagens e na vida real, os ambientes tem que atender às necessidades do usuário. Tem que atender à função que se destina e alinhado para quem vai utilizar.

Já parou para pensar que um banheiro também necessita ser lúdico?

A necessidade é de cada um, por mais estranho que possa parecer em primeiro momento. Cada um tem suas particularidades. Não se deve julgar ou criticar.

E por que não um banheiro?

E um banheiro precisa ser lúdico?

Sim. Em alguns casos uma necessidade primordial.

Quando falamos em espaços lúdicos, em geral estamos referindo espaços onde o usuário é uma criança.

Em cada faixa etária da criança há uma necessidade, considerando uma criança normal. As faixas etárias são bem definidas, tendo poucas variações.

Se pensarmos em uma criança com autismo, essa necessidade é  fortemente ampliada por eles serem muito mais visuais no processo de aprendizagem de linguagem e comunicação.

Considerando ainda, que uma criança com autismo tem maiores dificuldades para tarefas diárias regulares, de fisiologia higiene, essa abordagem de ter necessariamente um espaço lúdico, é quase obrigatório para o desenvolvimento da criança.

Imagina uma criança que precisa aprender a usar o banheiro, se livrar das fraudas, porque já está quase entrando na adolescência. O espaço necessita ser muito atrativo.

E como fazer isso?

Usando cores, em conjunto com outros recursos visuais. Sempre dá certo.

As cores além de estética, elas têm um papel de função.

Qualquer ambiente pode ser mais lúdico, se houver necessidade.

Encontramos mais ambientes lúdicos em comércios, empresas, espaços corporativos. Nem sempre se pensa em espaços lúdicos no âmbito residencial.

E os recursos para se tornar mais lúdicos são quase infinitos.

Os custos podem ser desde o faça você mesmo até recursos digitais e tecnológicos.

E mais uma vez é a necessidade do usuário pagador quem vai definir o que será feito.

Os recursos para “faça você mesmo”, são mais baratos e infinitos, onde a criatividade pode ser bastante explorada na habilidade de fazer. A criatividade é testada, improvisada e comprovada.

Já para recursos mais digitais e tecnológicos, é necessário a contratação de profissionais experientes e sem sobra de dúvida tem um valor agregado aos serviços que serão gerados e prestados.

A criatividade também é bastante explorada pelos profissionais, porém de maneira diferente.

Os materiais podem ser diversos, revestimentos, texturas, tecidos, luzes, lâmpadas, automações. Não tem limite.

O importante é atender à necessidade como função alinhado com personalidade e caracteristicas do usuário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s